Dr. Jairinho e Monique se reencontram pela primeira vez desde a prisão

Réus pela morte do menino Henry Borel, Jairo Souza dos Santos Júnior, o Dr. Jairinho, e Monique Medeiros se reencontraram pela primeira vez desde que foram presos. O ex-vereador e padrasto do garoto e a mãe da criança compareceram nesta terça-feira (14) à segunda audiência de instrução e julgamento do caso, marcada pela 2ª Vara Criminal da Capital.


O menino de 4 anos morreu no dia 8 de março e, de acordo com a denúncia do Ministério Público do Rio de Janeiro (MPRJ), foi vítima de torturas realizadas por Dr. Jairinho. Monique também responde por homicídio triplamente qualificado, tortura e coação de testemunhas.


Henrique Coelho, g1 Rio