Diretora é filmada agredindo aluna de 6 anos

A Promotoria da Flórida, nos EUA, concluiu que não houve crime no caso de uma diretora de escola que foi filmada agredindo uma aluna de 6 anos de origem latina e, com isso, a profissional não receberá acusações criminais. A cena em que Melissa Carter usa um pedaço de madeira para bater na menina foi filmada pela própria mãe da criança que, de acordo com o subprocurador-chefe adjunto do estado Abraham Thornbury, teria permitido a agressão. As imagens foram, contudo, divulgadas pela mãe em tom de denúncia sobre o episódio, ocorrido em 13 de abril na escola primária Central, em Clewiston.

A imprensa local informou a menina teria causado danos a um equipamento de informática na escola no valor de US$50. A unidade teria acionado a responsável para ir lá e entregar a mesma quantia. Na ligação telefônica, a funcionária Cecilia Self disse que a aluna do primeiro ano havia danificado o computador propositalmente, ao que a mãe, Fabiola Rivera, respondeu que a filha também estaria quebrando itens em casa.

Thornbury afirmou que, segundo o relato da funcionária, a mãe teria pedido que a escola punisse a menina com agressão física. A funcionária então lhe teria explicado que para isso ocorrer ela deveria se dirigir ao local e estar presente na sala durante o espancamento.

Extra, Rede GNI