Conheça o histórico criminal do relator da CPI da Covid no STF

O senador Renan Calheiros (MDB-AL), relator da CPI da Covid, está nos holofotes do noticiário nacional após acumular mais de 25 processos no Supremo no Tribunal Federal (STF) em sua carreira política marcada por altos e baixos.

Em sua trajetória de 26 anos no Senado Federal, Calheiros acumulou desde inquéritos por crimes contra a honra até os conhecidos inquéritos por corrupção nas operações Lava Jato, Zelotes e no âmbito da Postalis, o instituto de previdência dos Correios.

Réu desde 2019 no âmbito da Lava Jato, Calheiros chegou a ser réu em outra ocasião, em 2016, quando o STF acolheu denúncia por peculato em um inquérito que ficou conhecido como “Renangate”. O senador foi acusado de receber ajuda financeira de lobistas ligados a construtoras, que teriam pago despesas pessoais, como o aluguel de um apartamento e a pensão alimentícia de uma filha com a jornalista mineira Mônica Veloso.


LEIA TAMBÉM

Após discurso inflamado, Witzel se nega a responder governistas e vai embora da CPI


Para explicar as acusações contra Calheiros, a Gazeta do Povo preparou uma relação com os inquéritos em tramitação e os arquivados no STF.

Rodolfo Costa | Copyright © 2021, Gazeta do Povo. Todos os direitos reservados.

Clique AQUI e conheça o histórico de Renan Calheiros


Edição: Micaela Noronha | Rede GNI