Chefe mafioso da yakuza é condenado à morte no Japão

O tribunal da cidade de Fukuoka, no Japão, condenou à morte nesta terça-feira um dos maiores mafiosos do país. Nomura Satoru, de 74 anos, é apontado como líder da yakuza. Ele respondia às acusações de ter ordenado que membros de sua gangue atacassem quatro pessoas, sendo que uma delas morreu.

A sentença foi divulgada ontem. Segundo a BBC, trata-se da primeira condenação à morte de um veterano da yakuza, a máfia japonesa. Após o veredito, Satoru informou que pretende apelar da decisão.

— Pedi uma decisão justa… Você vai se arrepender disso pelo resto de sua vida — disse Satoru ao juiz, segundo a BBC. A yakuza atua em diferentes áreas criminosas, como o tráfico de drogas, a prostituição e a manipulação do mercado de ações.

O Globo, AIN, Rede GNI