Caseiro que matou a mulher grávida, enteada e fazendeiro se entrega após seis dias de fuga

O caseiro Wanderson Mota Protácio, de 21 anos, suspeito de matar a mulher grávida, a enteada e um fazendeiro, se entregou à polícia na manhã deste sábado (4), em Gameleira de Goiás. O crime aconteceu no dia 28 de novembro e, desde então, ele estava foragido.

Em entrevista exclusiva à TV Anhanguera, a fazendeira Cinda Mara contou que foi surpreendida por Wanderson, por volta das 6h deste sábado, na fazenda onde ela mora. Ela contou que, após conversar com o criminoso, conseguiu convencê-lo de se entregar à polícia.

“Eu estava dormindo, a janela estava meio aberta na minha fazenda. Aí ele chegou com o revólver, apontou a arma e eu pedi calma, falei pra ele ficar tranquilo que eu iria ajudá-lo”, contou.

Em nota, a Polícia Civil de Goiás confirmou a prisão de Wanderson Mota e informou que mais detalhes sobre o caso serão repassados em uma coletiva de imprensa, prevista para acontecer às 10h deste sábado, na Delegacia Regional de Anápolis.

Os três assassinatos aconteceram em Corumbá de Goiás, no Entorno do DF. Segundo a Polícia Civil, primeiro, o suspeito matou a mulher dele que estava grávida, Rânia Aranha Figueiro, de 21 anos, e a enteada Geysa Aranha da Silva Rocha, de dois anos e nove meses.

Millena Barbosa, g1 Goiás