Brasileiro que foi vítima de racismo nos EUA é encontrado morto

Um jovem negro de 26 anos que denunciou episódios de racismo nos Estados Unidos, no ano passado, foi encontrado morto no apartamento em que vivia em San Francisco, na Califórnia, na quarta-feira (4).

Anderson Silva Sodre, conhecido como Ander Jackson, era de Sorocaba (SP) e ficou conhecido com vídeos de humor na web com 116 mil seguidores no Instagram.

O jovem trabalhava e morava nos Estados Unidos desde dezembro de 2018. Inicialmente, ele se mudou para o país para participar de um programa para cuidar de crianças em Orono.

Segundo a família, uma amiga de Ander soube da morte e passou o contato dos parentes do jovem para as autoridades. As causas estão sendo investigadas. O G1 entrou em contato com o Itamaraty e aguarda posicionamento sobre o caso.

Agora, a família do jovem está buscando alternativas para conseguir trazer o corpo para o Brasil e realizar o sepultamento em Sorocaba.

G1