Abusos e 3 décadas de escravidão: doméstica é resgatada da casa de pastor

Um dos primeiros casos análogos à escravidão de 2022, relacionados a trabalho doméstico, aconteceu em Mossoró, Rio Grande do Norte. Uma mulher, que não teve a identidade revelada, foi resgatada da casa do pastor da Assembleia de Deus, Geraldo Braga da Cunha. Entre 2017 e 2021, 38 mulheres descritas como empregadas domésticas foram resgatadas no Brasil em casos do tipo, segundo o Ministério do Trabalho.

A mulher tem 43 anos, é analfabeta funcional, sabe assinar apenas o próprio nome e possivelmente sofreu abusos na residência dos 30 aos 40. Não denunciou por medo e vergonha. “No momento em que ela é retirada da casa, ela fica muito desorientada. Ela demora para se reconhecer como trabalhadora e que havia uma relação de subserviência; precisa de tempo para entender que teve direitos lesados. Está muito abalada”, afirma à Marie Claire a procuradora do Ministério Público do Trabalho, Cecília Amália Cunha Santos.

A procuradora revela que a mulher está vivendo com uma irmã e é atendida pela assistência social. O caso foi divulgado em primeira mão pelo colunista do UOL, Leonardo Sakamoto, e confirmado pelas autoridades.

A vítima tinha 12 anos quando passou a frequentar a casa de sua professora, casada com o pastor, para ajudar a cuidar dos filhos do casal. Elas viviam na mesma rua e a então menina se encontrava em condições de vulnerabilidade. Aos 15, recebeu o convite para ajudar nos cuidados das crianças e do trabalho da casa. De acordo com as autoridades, ela interrompeu os estudos e, por 32 anos, trabalhou sem qualquer direito trabalhista.

Segundo o Ministério Público do Trabalho e o Ministério do Trabalho e da Previdência, há relatos que apontam para uma década de possíveis abusos sexuais. A suspeita da violência é direcionada ao marido. Procurados pela Folha, o advogados que o representa negou as acusações.


 

Leia Também

Agressor de procuradora-geral não alegou arrependimento, diz delegada

Leia Mais

Idosa e diarista são encontradas degoladas em imóvel de luxo

Leia Mais

Rottweiler salta de carro em movimento e ataca mulher

Leia Mais