A Federação Internacional de Automobilismo roubou o Verstappen

A Federação Internacional de Automobilismo (FIA) meteu a mão na corrida da Arábia Saudita de Fórmula 1. O GP de Jeddah foi um roubo.

A punição para o holandês Max Verstappen da Red Bull foi um roubo por que claramente ele deixou espaço suficiente para que o britânico Lewis Hamilton da Mercedes retomasse a posição. Max posicionou o seu carro do lado direito da pista de Jeddah e tirou o pé do acelerador. Seguiu o regulamento, mas mesmo assim, foi punido.

Lewis Hamilton bateu por que ele quis.

Reparem no vídeo abaixo:



Havia espaço suficiente e de sobra para que o britânico, querendo, evitasse a colisão e por isso foi um escândalo a FIA punir o holandês e beneficiar o infrator britânico.

Sem contar aquela velha máxima, ‘quem bate por trás é sempre o culpado’.

Quantas vezes, em situações análogas, o britânico colocou o carro de lado e fez a ultrapassagem com facilidade?

Ele não fez por que ele não quis.

O espaço que o holandês da Red Bull deixou era suficiente para passar um truck, imaginem um F1?

Lewis Hamilton há tempos mostra que é desonesto, e confirmou o que já se suspeitava: Tem um parceiro, a FIA.


Léo Vilhena

error: CONTEÚDO PROTEGIDO