A falta de confiança na pesquisas eleitorais

O problema do Brasileiro é ter uma memória seletiva, quando lhe interessa, ou memória curta quando lhe convém.

Redundância proposital.

A onda da vez, ou seria mentira de ocasião, é que Luís Inácio Lula da Silva venceria Jair Messias Bolsonaro em primeiro e segundo turno da eleição presidencial de 2022.


LEIA TAMBÉM | Hastag #LulaVemPraRua cresce nas redes sociais


Quem garante isso? O Instituto Vox Populi.

Mas peraí: Não foi esse mesmo instituto que o PT pagou R$ 11 Milhões para fraudar uma pesquisa que apontasse Dilma Ruinceff como a preferida dos brasileiros?


Continua depois do print


Em 2019 foi amplamente divulgado por O Globo, Terra, IstoÉ, Veja, Estadão e JB (jornais de Esquerda), que:

O ex-ministro Antonio Palocci afirmou, em acordo de delação premiada, que um acerto de propinas com a empreiteira Andrade Gutierrez bancou pesquisas eleitorais para o PT em 2010, quando a sigla já havia definido a ex-ministra Dilma Rousseff como candidata à sucessão de Luiz Inácio Lula da Silva.

Como acreditar nesses institutos de pesquisas que se vendem por milhões?

Eles tem mais credibilidade do que uma nota de R$ 500,00 (quinhentos reais).


LEIA TAMBÉM | Hastag #LulaVemPraRua cresce nas redes sociais


Não precisa ir muito longe para saber que o Lula não tem mais admiradores do que o Mito, então, como pode estar à frente das pesquisas?

Somente no Twitter (uma rede social mais corporativa e séria), Lula tem apenas 2,5 milhões de seguidores e o Presidente Bolsonaro tem 6,7 milhões de seguidores. (dados atualizados em 22/05/2021).



Lula está ‘tão bem’ com a população, que ele faz carreata todos os dias, está nas ruas todos os dias e faz comicios todos os dias… #SQN

#LulaVemPraRua

O desespero da Esquerda é tamanho, que vale até passar vergonha para tentar tirar o Mito do Planalto.

Mas… Veremos o resultado em 2022.

Léo Vilhena | Rede GNI


LEIA TAMBÉM | Hastag #LulaVemPraRua cresce nas redes sociais