RedeGNI

Global News International

BrasilDestaquegovernoPolíticaSTF

Justiça: Ex-comandante do Exército no governo Bolsonaro depõe à PF

Ex-comandante do Exército no governo Bolsonaro depõe à PF nesta 6ª General Freire Gomes falará como testemunha na investigação sobre suposto plano para golpe de Estado; oitiva será às 15h, em Brasília.

O ex-comandante do Exército de Jair Bolsonaro (PL), general Marco Antônio Freire Gomes, prestará depoimento à PF (Polícia Federal) na 6ª feira (1º.mar.2024) como testemunha na investigação de um suposto golpe de Estado. plano de Estado, orquestrado por aliados do governo do ex-presidente.

O depoimento está marcado para as 15h. na sede da PF em Brasília. A investigação da PF resultou na operação Tempus Veritatis, deflagrada em 8 de fevereiro, e teve como alvo aliados do governo Bolsonaro. O ex-presidente teve que entregar o passaporte à Polícia Federal. As ações foram autorizadas por Alexandre de Moraes, do Supremo Tribunal Federal (Supremo Tribunal Federal).

Segundo relato da Polícia Federal, o general Freire Gomes e o comandante da FAB (Força Aérea Brasileira), brigadeiro Baptista Junior, teriam resistido à ideia de golpe de Estado. Porém, no documento, a corporação diz que é preciso avançar nas investigações para apurar uma possível conduta omissa dos militares.

Em conversas obtidas pela PF, Walter Souza Braga Netto, candidato a vice-presidente na chapa de Bolsonaro, chamou Freire Gomes de “merda” ao saber que não aceitava participar do suposto plano de golpe de Estado.

Poder 360