RedeGNI

Global News International

Brasil

SP: PM da Rota foi assassinado por ‘sniper do tráfico’

O assassinato covarde com um tiro que atingiu e matou o policial militar Patrick Bastos Reis, de 30 anos, foi disparado a uma distância entre 50 e 70 metros, do alto de uma comunidade em Guarujá, no litoral de São Paulo. A informação é do secretário de Segurança Pública do Estado, Guilherme Derrite.

O policial, que fazia parte da equipe Rondas Ostensivas Tobias Aguiar (Rota), foi baleado em local próximo ao tórax por um projétil calibre 9 milímetros, segundo informado pelo secretário em entrevista coletiva. Após a morte de Patrick, foi iniciada a ‘Operação Escudo’ nas comunidades da Vila Júlia e Vila Zilda, em Guarujá, que conta com aproximadamente 600 policiais.

“Temos a plena convicção de que ninguém aperta o gatilho se não estiver com a intenção de matar”, disse o secretário sobre o autor do disparo, que ainda não foi preso.

Derrite informou que o suspeito, já identificado, será indiciado por homicídio doloso [quando há a intenção de matar] e associação ao tráfico de drogas.

“Tenho certeza certeza que tanto o Ministério Público quanto o Poder Judiciário vão corroborar com essa linha de investigação”.

Conforme divulgado anteriormente pelo próprio secretário, quatro suspeitos da participação na morte do policial já foram identificados, sendo dois deles presos. O suspeito de atirar no policial estava em uma posição privilegiada, no alto do morro, onde observava a movimentação sem ser visto.

G1/GNI

Midia move o mundo