RedeGNI

Global News International

Agências de Notícias InternacionaisInternacional

NY: Incêndio atinge joalheria inaugurada há 2 meses

Um incêndio atinge a joalheria Tiffany’s, na Quinta Avenida, em Nova York, nesta quinta-feira. Ainda não há informações sobre o que causou as chamas. A loja de luxo foi reinaugurada em abril, numa festa que contou com a presença de estrelas como Katy Perry, Hailey Bieber e Blake Lively. As brasileiras Anitta, Sabrina Sato, Bruna Marquezine, Camila Queiroz, Helena Bordon e Lala Rudge também marcaram presença no evento, assim como o casal Ronaldo e Celina Locks.

Antes disso, o local icônico ficou em reformas durante três anos, ao custo de US$ 500 milhões (R$ 2,4 bilhões). O espaço tem quase 10 mil metros quadrados, espalhados por dez andares, além de três andares de vidro no topo do prédio.

De acordo com a rede “NBC”, os bombeiros receberam um chamado nesta manhã para apagarem chamadas num transformador. Informações preliminares apontam que não houve feridos. A companhia de serviços de eletricidade Con Edison também foi acionada para ir ao local.

Vídeos que circulam nas redes sociais mostram a fumaça preta saindo do estabelecimento e bombeiros de Nova York trabalhando para controlar o fogo.

Aberto em 1940, o endereço já foi cenário de vários filmes, como o célebre “Bonequinha de Luxo”, protagonizado por Audrey Hepburn (“Breakfast at Tiffany’s”, no nome original). Outras imagens compartilhadas mostram que a fumaça saía de uma janela do térreo do prédio. Pedestres assustados registraram a cena e publicaram nas redes sociais.
A loja fica numa das esquinas mais valorizadas no mundo, em Manhattan, e divide o quarteirão com a Trump Tower, do ex-presidente americano Donald Trump.
A Tiffany’s foi comprada em 2021 pela LVMH, conglomerado de luxo europeu, por estimados US$ 16 bilhões (R$ 77 bilhões). O grupo empresarial ainda não se manifestou sobre o incêndio.

Na época da reinauguração, Anthony Ledru, presidente e diretor executivo da Tiffany’s, disse que a reabertura do icônico prédio era importante para a marca.

“Símbolo de uma nova era para a Tiffany & Co., o Landmark é muito mais do que uma joalheria – é um centro cultural com uma vitrine requintada de arquitetura e hospitalidade superior, além de arte e design de ponta. Ele define um novo padrão para o varejo de luxo em escala global”, afirmou, em abril.

*Matéria em atualização

ANI/Globo/GNI